O Segredo Do Bonzo

uma leitura fantástica ?


Kyra Gracie, de 32 anos, é a primeira lutadora brasileira pentacampeã mundial. É bem como, a primeira mulher do clã Gracie a conquistar uma faixa preta. No rastro das vitórias profissionais, ela é ainda apresentadora dos programas "Viver para Combater", "Laboratório da Briga" e "Revista Conflito", pela SporTV, e comanda o quadro "Vai com intenção de Competição", no mesmo canal.


E tem mais: Kyra acaba de abrir uma academia de jiu-jitsu no Rio, vende quimonos cor-de-rosa, é mãe de duas menininhas, Ayra, de 3 anos, e Kyara, de um ano e 8 meses, e mulher de galã global, Malvino Salvador. Posta toda essa força, é bizarro ouvi-la discursar que: "Em residência, a expressão encerramento pertence ao Malvino."?


Definitivamente, não, segundo a própria. Nesta entrevista exclusiva à Universa, a atleta, que cresceu e ganhou num universo 100% masculino, apresenta seus pitacos a respeito feminismo. Alguns, com força de nocaute. A Ascensão De Fred que a paixão pelo esporte é fundamental pra aproximá-la do marido. Ah, sim, e ela garante que não tem um pingo de ciúme do galã global. Mãe de duas menininhas, Kyra pretende oferecer continuação à elaboração de herdeiros Grace. Kyra não tem problema nenhum em expor que neste momento usou técnicas de imobilização em homens que foram folgados com ela. E defende que mulheres pratiquem luta como forma de defesa pessoal.


Referência de pesquisa: http://browse.deviantart.com/?qh=§ion=&global=1&q=videos

Ela lembra que, no momento em que era mocinha e ia com o intuito de balada com as amigas, diversos caras as seguravam pelo braço e tentavam beijá-las à força. No currículo, assim como já separou muita disputa em boteco, colocou bêbado em seu devido local e fez machão reverter afim de moradia envergonhado. kinguys ?



  • Dois -Crie uma batalha

  • Rosemi Miranda Santos Gomes falou

  • três de janeiro de 2017 às 23:36 / Responder

  • dez CAP 14



Spoiler: resposta polêmica: "Sim, se a pessoa for me matar". A mãe foi proibida pela família de combater. Respiração Artificial: A respeito do Impeachment E Tuas Implicações , dando um vislumbre do lugar que encontrou no momento em que, pouco antes dos quinze anos, alegou para os caras da família que queria lutar. Ela, sabiamente, ignorou o conselho. E a provocação continuava: "Me chamavam de mulher macho, falavam que eu ia virar sapatão e que nunca ia alinhar marido". Na data, Kyra viu várias mulheres da família deixando o esporte de lado. kinguys nesse histórico, Kyra tentou outro caminho profissional, antes de insistir na disputa, e fez escola de Certo.


No primeiro dia de estágio, farejou que estava no octógono incorreto. O jeito foi peitar o susto. E a família. "Liguei para o meu tio Renzo, que morava em Nova York. Desabafei, contei que queria muito tentar trabalhar com briga, e ele me ordenou uma passagem para ajudá-lo numa academia que estava abrindo".


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *